Gabriel Leite: “Estamos nos tornando uma família”

Goleiro comemora adaptação e busca evolução para os próximos jogos

Por Fael Marques - AI/ECP, Publicado em 18/03/2021 às 16h38.

...

Gabriel Leite em campo diante do Juventude no Estádio do Vale - Foto: Tales Leal - AI/ECP

Na última rodada do Gauchão, Gabriel Leite viveu uma noite de herói em Novo Hamburgo. Decisivo na reta final da partida, ele teve a sua melhor atuação desde que chegou à Boca do Lobo. Na tarde desta quinta-feira (18), o goleiro atendeu à imprensa.

“A adaptação está sendo muito boa, me sinto em casa e todo o clube me acolheu muito bem. A gente está se tornando uma família, passamos muito tempo juntos. Acredito que isso é muito importante. Buscamos aperfeiçoar de acordo com aquilo que acontece dentro de campo, mostrando o que a gente precisa melhorar”.

Contra o Juventude, na última sexta-feira, Leite foi cirúrgico para garantir a primeira vitória do Lobo no Estadual. Aos 41 minutos do segundo tempo, o goleiro voou no canto esquerdo para defender o pênalti cobrado pelo volante João Paulo.

No rebote, ele ainda conseguiu espalmar outra finalização para escanteio. Já nos acréscimos, Marcos Vinicios cruzou rasteiro, Roberto finalizou e Gabriel salvou à queima-roupa com a perna direita.

“O momento do jogo vai nos oferecer aquilo que é mais difícil. Muitas vezes, a defesa que parece ser fácil olhando de fora, acaba se tornando mais difícil pelo contexto. Acho que para um goleiro defender um pênalti é muito bom. Lógico que ficamos felizes por fazer todas as defesas e ajudar a equipe de todas as maneiras, mas a gente acaba ficando mais grato quando consegue defender um pênalti”.

O Pelotas é o atual sétimo colocado do Campeonato Gaúcho com 5 pontos conquistados. No próximo domingo (21), o Lobo recebe o líder São Luiz em casa, às 20h00, em partida válida pela 5ª rodada.

“É importante o bom futebol, mas o resultado coloca uma confiança maior em nós. Essa vitória [diante do Juventude] vai nos ajudar sim, mas o excesso não pode atrapalhar. Precisamos manter os pés no chão, a cabeça no lugar, sabendo que estamos fazendo um bom trabalho, mas que ainda temos um caminho longo pela frente para conseguir o que a gente almeja”, ressaltou.

Relacionadas