NAS PENALIDADES: O TROFÉU DA SUPERCOPA GAÚCHA EM 2013

...

Supercopa Gaúcha (2013) - Foto: Marcelo Campos

O título da Copa Sul-Fronteira em 2013 garantiu ao Pelotas a vaga na Supercopa Gaúcha. Foi a primeira edição do torneio organizado pela Federação Gaúcha de Futebol. Na disputa, ao lado do Lobo, figurava o Passo Fundo que conquistou a vaga por ser campeão da Copa Serrana; o Novo Hamburgo que entrou no torneio por vencer a Copa Metropolitana e a Willy Sanvitto, abrindo, assim, vaga para o vice da Metropolitana, o Internacional.

O regulamento previa o início nas semifinais, em jogos únicos. O sorteio definiu os dois primeiros confrontos: Passo Fundo x Internacional e Pelotas x Novo Hamburgo.
 

Campanha
 

Semifinal
 

15.11.2013 - 18:00 - Passo Fundo 1x2 Internacional

15.11.2013 - 20:30 - Pelotas (3) 0x0 (2) Novo Hamburgo
 

Na semifinal, diante do Novo Hamburgo, o Pelotas foi valente para avançar à finalíssima. No final do primeiro tempo, Jovany cometeu pênalti em Jô e foi expulso aos 43 minutos. O meia Eliomar cobrou, mas mandou a bola para fora. O Lobo, então, atuou com um homem a menos durante toda a etapa final e levou a decisão para os pênaltis.

Nas penalidades, muita emoção: apenas metade das dez cobranças foram convertidas. Pelo lado áureo-cerúleo, Jefferson e Tiago Gaúcho acertaram a trave. Já do lado anilado, Geovane, Bruno e Puyol desperdiçaram as suas batidas. O herói da noite foi o goleiro do Lobão, Paulo Sérgio, que, além de impedir o gol de Puyol, foi o autor da última cobrança, que selou a classificação.
 

Final
 

17.11.2013 - 20:00 - Pelotas (7) 1x1 (6) Internacional
 

Na grande final, com o apoio de uma Boca do Lobo completamente lotada, o Pelotas superou o desgaste físico após uma intensa sequência de jogos para alcançar o seu último objetivo na temporada. Diante do Internacional, o Lobo abriu o placar logo aos 14 minutos do primeiro tempo. Jefferson aproveitou boa jogada de Igor pelo lado direito e fez 1 a 0. Gilmar, em duas oportunidades, poderia ter ampliado a vantagem.

O Inter conseguiu equilibrar a partida apenas na segunda etapa. Aos 22 minutos, Bertotto marcou ao desviar cobrança de escanteio e deixou tudo empatado. Pela segunda vez na competição, o Pelotas precisaria buscar a vitória nas penalidades.

Diferentemente do que aconteceu contra o Novo Hamburgo, o aproveitamento das cobranças foi alto. Bruno Salvador, Gadelha, Paraná, Paulo Sérgio, Pedrão, Igor e Elton fizeram os gols do Lobo. Kayron teve seu chute defendido por Anderson.

Pelo lado colorado, Romário, Bertotto, Alex e Dourado marcaram. Diogo acertou a trave. Na última penalidade, o goleiro Paulo Sérgio brilhou de novo e defendeu o chute de Ebert. O arqueiro áureo-cerúleo ainda foi eleito o melhor jogador da Supercopa. Mais uma taça na Avenida e festa da torcida azul e ouro.

O Lobão, que já estava classificado à Série D do Brasileirão após a semifinal, ainda se garantiu na disputa da Recopa Gaúcha do ano seguinte, encarando o campeão do estadual - o Inter, novamente.
 

Ficha Técnica
 

Esporte Clube Pelotas (7) 1x1 (6) Sport Club Internacional

Local: Estádio Boca do Lobo - Pelotas (RS)

Data: 17/11/2013 - Domingo

Horário: 20h00
 

Pelotas
 

Paulo Sérgio; Igor, Pedrão, Bruno Salvador e Digão (Carlos Alexandre); Tiago Gaúcho e Paraná; Mithyuê (Elton), Jefferson (Micael) e Régis (Gadelha); Gilmar (Kayron). Técnico: Paulo Porto

Gol: Jefferson (14’/1T)

Cartões Amarelos: Tiago Gaúcho, Paraná e Régis
 

Internacional
 

Anderson; Diogo, Jean, Romário e Ebert; Bertotto e Jair (Rodrigo Dourado); Gava (Marlon Bicca), Alex e Reis (Vilela); Nathan (Mike). Técnico: André Döring

Gol: Bertotto (22’/2T)
 

Arbitragem
 

Árbitro: Leandro Vuaden (RS)

Assistentes: Marcelo Barison (RS) e Júlio César Santos (RS)